Como sua loja virtual deve se preparar para a Black Friday

black friday loja virtual

Parecia um modismo americano, mas hoje em dia qualquer loja virtual brasileira já se prepara para a Black Friday! Essa famigerada sexta-feira é a que segue o Dia de Ação de Graças americano e marca o início da temporada de compras de fim de ano.

Aqui no Brasil é uma bela desculpa para toda loja virtual dar descontos, aumentar suas vendas, e para os consumidores comprarem sem medo de sofrer recriminações. Claro que a data vem angariando diversas críticas e hoje é envolta em polêmicas quanto aos seus descontos, ao atendimento ao cliente e também ao preparo das empresas para suportar o crescimento repentino de demanda.

A verdade é que os números não mentem: apesar das controvérsias, essa sexta-feira, celebrada no dia 27 de novembro, neste ano, pode fazer a felicidade de uma loja virtual. Segundo pesquisa da E-bit, empresa especializada em informações sobre comércio eletrônico,  realizada com consumidores que já têm o hábito de comprar pela internet indicou que 80% deles desejam gastar durante a Black Friday deste ano. O levantamento foi feito em agosto com mais de 2 mil pessoas que realizaram compras na internet nos 12 meses anteriores.

O Google, maior buscador online do mundo, fez um levantamento semelhante. Segundo a pesquisa feita com auxílio do banco de dados do site e consultas a mais de 1000 pessoas de todo o país, o varejo brasileiro deve faturar entre R$ 1,5 bilhão e R$ 1,9 bilhão com a Black Friday, perdendo apenas para o Dia das Mães e Natal.

Outros números mostram que a “Sexta-Feira de Descontos” do Brasil ainda pode crescer bastante. Apenas 38% dos brasileiros pesquisados pelo Google conhecem a Black Friday, por exemplo, o que pode representar um público em potencial enorme para sua loja virtual. O levantamento do Google também corrobora o diagnóstico da E-bit: dos pesquisados, 63% deles pretendem gastar mais de R$ 200 na Black Friday de 2015.

Black Friday para sua loja virtual

Se a data é importante, também são importantes os preparos para vender mais e não manchar sua reputação com todo o fuzuê da data. Aqui vão as dicas mais importantes para sua loja virtual não afundar durante a data:

1. Planeje suas campanhas

Se você for fazer campanhas com descontos, fazer um mês inteiro de promoções ou algo maior do que apenas uma liquidação… bem, você já deveria ter começado a se planejar. De qualquer forma, mesmo que sua ação seja apenas no dia 27, prepare sua equipe para uma demanda maior. Coloque no papel se precisará fazer algum investimento extra e não corra o risco de ser pego desprevenido.

2. Use o e-mail marketing

Se você já tem uma base de clientes da sua loja virtual e seus e-mails, faça uma campanha de e-mail marketing. Segundo Francisco Cantão, sócio-diretor da Proxy Media, empresa especializada em marketing digital, esse é um dos métodos mais eficientes de conseguir aumentar suas vendas com esse público, já que você pode fazer ofertas específicas e personalizadas. Se você não possui esse banco de dados, muito cuidado na hora de comprar listas de contatos. Muitas vezes essa estratégia é mais desastrosa do que proveitosa.

anigif_enhanced-buzz-1293-1372452829-2

3. Trabalhe com descontos de verdade e com produtos desejados

Não adianta tentar enganar o cliente. Essa data é conhecida por grandes casos de pessoas desmascarando promoções falsas ou pouco proveitosas. Aproveite o dia para mostrar que você é uma empresa idônea e preocupada com a ética. Não adianta também dar descontos apenas naqueles produtos que ninguém quer! Você precisa usar objetos de desejo para alavancar suas vendas.

tumblr_mp4vx687GZ1r4gp04o1_500

4. Espere uma visitação maior

Prepare sua loja virtual para receber um número maior de acessos. Portanto faça com que seu sistema esteja parrudo o suficiente no dia 27 para aguentar esses novos consumidores e ainda manter a agilidade na hora de finalizar perdidos. Pagar por pacotes extras de servidores e armazenamento é sempre melhor do que perder um cliente que ficou impaciente com demora para comprar algo.

5. Invista no atendimento e na logística

Sejamos francos: a Black Friday é um dia em que coisas ruins sempre acontecerão – e há mais chances de acontecer – como se fosse na verdade o aniversário da Lei de Murphy. Então não custa se preparar com um atendimento ao cliente afiado em todos os canais, prontos para resolver problemas rapidamente. Lembre-se que mais importante ainda do que vender é entregar os produtos vendidos, portanto não se desleixe na sua logística e não deixe para a última hora para encontrar parceiros para as entregas – por falar nisso, você já tirou um tempo para aceitar a palavra mandaense no seu coração? =D

anigif_enhanced-22319-1402521104-7

6. Otimize sua loja para dispositivos móveis

Se você estava adiando esse passo, a Black Friday é uma boa razão para otimizar sua loja virtual para dispositivos móveis. Isso já é notícia antiga: cada vez mais consumidores compram via mobile! Sem falar que pessoas vão compartilhar links de promoções via WhatsApp, Facebook e outros aplicativos, remotamente. Elas precisam ser capazes de finalizar uma compra pelo celular ou tablet.

7. Diminua os passos para finalizar uma compra

Outra coisa que você já deveria ter feito, mas se não fez, a Black Friday pode ser a melhor desculpa. O processo de finalização de compra da sua loja virtual tem de ser o mais fácil possível – sem desconsiderar, claro, todos os passos e informações necessárias. Não perca seu cliente no processo de preencher campos desnecessários e considere a integração com outros aplicativos que já podem abastecer um perfil com os dados pertinentes – como Facebook.

8. Dê visibilidade às informações sobre prazos de entrega e política de devolução

Ressalte e dê destaque às informações que dizem respeito a datas de entrega e política de devolução da sua empresa. Esses dois temas serão provavelmente a maior fonte de dor de cabeça e reclamações por parte de seus clientes. Eles precisam encontrar esses informações diversas vezes e de forma clara.