Logística

O que é e como fazer uma Curva ABC?

Postado por Talitha Adde

Atualizado em janeiro 12, 2022 por Talitha Adde

Curva ABC é uma metodologia que permite a classificação das informações quanto ao seu grau de importância. Para isso, utiliza a regra 80/20, uma teoria que prevê que 80% dos efeitos surgem a partir de apenas 20% das causas. A ferramenta é muito utilizada para o controle de estoque de empresas.


Após definir o nicho de mercado da sua empresa, encontrar fornecedores de qualidade e selecionar os produtos para a sua loja virtual, é preciso fazer o controle de estoque. Para isso, existem algumas metodologias que podem ajudar nesse processo, como a Curva ABC. 

Também conhecida como Princípio de Pareto, ou regra 80/20, é uma teoria que prevê que 80% dos efeitos surgem a partir de apenas 20% das causas

No caso de um gerenciamento de estoque, a Curva ABC pode ser entendida que 80% dos produtos estocados correspondem a 20% do capital investido no valor do armazenamento, por exemplo.

Em outras palavras, esse método pode ajudar o seu negócio a identificar e gerenciar as suas mercadorias de uma maneira mais eficiente, concentrando os seus esforços em pontos-chave de geração de renda. 

Então, quer saber o que é curva ABC e como aplicá-la no seu negócio? Continue com a leitura deste conteúdo! 

    Ao assinar a newsletter da Mandaê, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações.

    O que é Curva ABC? 

    Curva ABC é uma metodologia que permite a classificação das informações quanto ao seu grau de importância. A ferramenta é muito utilizada para o controle de estoque de empresas, mas também pode ser aplicada para organizar processos internos de um negócio, classificar clientes de acordo com o seu poder de compra, entre outros. 

    Para isso, a técnica utiliza regra do 80/20, ou seja, 80% dos resultados obtidos são decorrentes de 20% dos esforços empreendidos, da seguinte forma:  

    No gráfico acima, a curva é dividida em três regiões (A, B e C), sendo: 

    Classe A 

    De maior importância, valor ou quantidade. No caso de um estoque, 20% dos itens armazenados representam 80% do valor do estoque.

    Esse é o grupo de produtos mais importante a ser trabalhado e administrado. Afinal, são as mercadorias que requem maior atenção pela alta porcentagem que representam no valor total das vendas.

    Classe B

    Com importância, quantidade ou valor intermediário. Aqui, pensando no armazenamento de mercadorias, 30% dos produtos correspondem a 15% do valor do estoque.

    Ou seja, é um grupo intermediário e com boa margem de contribuição, por isso precisa de uma gestão moderada.

    Classe C

    De menor importância, valor ou quantidade. Isto é, 50% dos itens estocados representam 5% do valor de vendas. 

    É um grupo de produtos menos importante em termos de movimentação, no entanto, requer atenção pelo fato de gerar custo para manter no estoque.

    Qual a importância da Curva ABC? 

    Como vimos, a Curva ABC é uma importante ferramenta para auxiliar nos processos de tomada de decisão, visto que permite uma visão ampla sobre a gestão de uma empresa. 

    No caso de controle de estoque, a metodologia é utilizada para classificar e identificar a quantidade dos produtos e quais deles mais contribuem no faturamento ou que têm maior fluxo de movimentação.

    No ciclo de vendas de um negócio, alguns produtos têm mais valor do que outros e, por isso, precisam de maior atenção

    Desse modo, por meio da Curva ABC, a separação dos itens no estoque pode ser feita  seguindo alguns critérios, como: 

    • Giro do estoque
    • Proporção sobre o faturamento; 
    • Margem de lucro; 
    • Custo do estoque; 
    • Taxa de rotatividade; 
    • Entre outros. 

    Como fazer a Curva ABC no Excel?

    Agora que você já sabe o que é a metodologia, veja como aplicar a Curva ABC no seu negócio: 

    1. Liste os produtos do seu estoque 

    O primeiro passo é listar os produtos do seu estoque. Essa lista deve reunir o máximo de dados dos itens avaliados, como: 

    • Descrição da mercadoria
    • Valor unitário do produto; 
    • Quantidade vendida em um determinado período; 
    • Valor total da venda do item. 

    Em seguida, essas informações podem ser disponibilizadas na planilha de Excel ou em uma plataforma digital, como um ERP, um sistema de gestão integrado.

    2. Calcule a representatividade da mercadoria no total de vendas

    Catalogados os produtos, você deve calcular a representatividade do item nas vendas da sua empresa. Para isso, basta dividir o total de mercadorias do seu negócio pelo total de vendas obtidas em um determinado período.  

    Por exemplo, vamos supor que você teve um faturamento de R$ 100 em 30 dias. Se em um mês foram vendidas 5 unidades de um determinado produto a R$ 3, totalizando R$ 30, o valor da representatividade do item analisado em sua empresa é de 0.3%. 

    3. Faça a classificação em A, B ou C 

    Feito o cálculo da representatividade de todos os produtos da sua empresa, chegou a hora de classificá-los na Curva ABC

    Em sua tabela, selecione quais são as mercadorias que, juntas, representam mais de 80% do faturamento da empresa. Estas devem ser classificadas na curva A. 

    Já os itens B e C devem ser categorizados de acordo com a expressividade dos resultados na tabela. Sendo B, que totalizam 15% do total de vendas, e C, 5%.

    4. Organize os seus produtos 

    Agora é o momento de organizar os seus produtos no estoque. Geralmente, itens classificados como A e B devem ser armazenados, sendo esse último na menor quantidade possível para evitar estoque parado. 

    Já as mercadorias de categoria C requerem atenção. Aqui, é importante analisar se ainda faz sentido manter esse item em seu catálogo de vendas, se é possível oferecer uma alternativa ao produto etc. 

    Ao final, vamos ter um resultado como este: 

    curva-abc-para-gestão-de-estoque

    Vantagens de aplicar a Curva ABC no estoque 

    A seguir, veja as vantagens de aplicar a Curva ABC no armazenamento de produtos do seu negócio: 

    1. Estoque em sintonia com a demanda

    O sistema ABC no estoque fornece importantes informações sobre o giro dos itens

    Fazendo o cálculo conforme indicado, é possível saber quais são as mercadorias com mais saída, o nível de lucratividade e quanto representam no faturamento da empresa, além de identificar quais produtos devem ser comprados em quantidade e frequência. 

    Assim a gestão do estoque estará sempre alinhada com a demanda dos clientes, evitando a falta (ou pouca quantidade) dos produtos mais vendidos ou o excesso daqueles que têm pouca saída.

    2. Geração de informações para a equipe de compras

    Com informações sobre a demanda, o setor de compras pode fazer aquisições inteligentes ao acessar dados que permitem entender como está a saída de cada item. 

    Isso reduz a quantidade de produtos supérfluos no estoque e os custos com manutenção. Além disso, ajuda a planejar a reposição para que não aconteça nenhuma ruptura, ou seja, perdas de venda por causa da falta de itens no estoque. 

    Essa prática também garante a otimização do armazenamento de produtos, fazendo com que não haja superlotação com mercadorias propensas a encalhar, vencer ou ficar ultrapassadas.

    3. Campanhas de marketing assertivas

    Os benefícios da Curva ABC se desmembraram para diversos setores de uma empresa. 

    O marketing também é atingido positivamente quando as compras são feitas de maneira inteligente, já que terá melhor entendimento da situação para elaborar campanhas de divulgação e, principalmente, ações personalizadas para diferentes grupos de clientes.

    💡 Saiba mais: Modelo de plano de marketing para negócio

    4. Melhoria na saúde financeira

    Tanto o fluxo de caixa quanto o capital de giro passam a ter melhor desempenho, deixando de impactar negativamente a área financeira

    Para ter sempre esse resultado, é importante estar atento às informações do estoque.

    💡 Saiba mais: Como garantir a saúde financeira do seu negócio com o capital de giro? 

    5. Logística otimizada

    É possível criar processos mais adequados no estoque, de acordo com as particularidades de saída dos produtos. 

    Quando considerados os dados da Curva ABC, os processos de picking — isto é, o coletamento de encomendas no armazém ou estoque de uma empresa — e as entregas são facilitadas.

    💡 Saiba mais: Logística para e-commerce: guia completo para uma gestão eficaz

    Erros comuns no uso da Curva ABC

    A estratégia de Curva ABC ajuda um negócio a identificar forças e oportunidades em seu estoque e dá visão sobre como gerenciá-lo a partir disso. 

    No entanto, para garantir assertividade e evitar falhas nesse processo, o fator humano deve continuar sendo considerado, em especial no setor de compras, responsável pelo seu abastecimento. 

    Embora a Curva ABC traga análises coerentes, é preciso ficar atento a alguns pontos que podem induzir ao erro. Confira a seguir: 

    Deixar de considerar validade, novidade e sazonalidade de produtos

    Por mais que um produto possa ser valioso para um negócio, é preciso considerar essas informações no momento de compra. 

    Avalie a média de saída dele para, então, determinar a quantidade a ser comprada. Se é um produto perecível, o prazo de validade precisa estar dentro da margem de saída.

    Caso seja um produto que se atualiza frequentemente, como um celular, é preciso estar atento aos seus lançamentos

    Por último, se for um produto sazonal, é necessário alinhar a necessidade de compra para outras datas.

    Antecipar compras de oportunidade

    Se um produto está no radar do setor de compras para ser adquirido em dois meses, mas sabe-se que o fornecedor vai aumentar seu preço nesse prazo, não há por que não antecipar o pedido para evitar gastos maiores

    O mesmo acontece em situações em que o fornecedor lança uma promoção e o benefício é comprar mais por menos.

    Não fazer revisão periódica da Curva ABC

    Não fazer uma revisão da sua Curva ABC pode prejudicar o controle do seu estoque

    Isso porque pode existir alteração de preço dos produtos, na quantidade de compras requisitadas e na produção ou comercialização de determinados itens, mudando a classificação de cada produto. Então, fique atento a isso!

    Aplicando a estratégia de Curva ABC no seu negócio, o controle de estoque será realizado de maneira mais eficiente e vai direcionar os esforços e recursos para os itens mais importantes. 

    Por fim, a estratégia também pode oferecer ideias sobre como otimizar a aproveitar melhor o seu negócio como um todo. Dessa forma, você obtém lucro mais rápido ao mesmo tempo que reduz gastos, o que fará uma bela diferença para a saúde da sua empresa.

    Gostou? Compartilhe!