Padrão

O que é margem de contribuição e como calculá-la?

Postado por Talitha Adde

Como está a saúde financeira da sua empresa? Você está conseguindo administrá-la para atingir todas as metas e objetivos propostos para o ano? Se a resposta for não, e, de quebra, você está procurando uma solução para ter um lucro maior, é importante conhecer a margem de contribuição do seu negócio. 

De forma resumida, esse é um índice que mede se a receita de uma empresa é o suficiente para ter lucro após o pagamento de todos os custos. 

Então, se você busca saber mais o que é margem de contribuição e como calculá-la, siga com a leitura deste artigo porque vamos te explicar tudo sobre o assunto! Vamos lá? 

    Ao assinar a newsletter da Mandaê, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações.

    O que é margem de contribuição?

    Margem de contribuição é a métrica que analisa se a receita de uma empresa é o suficiente para ter lucro após o pagamento de todos os impostos e os custos de produção de produtos e serviços, as chamadas despesas variáveis. 

    Nesse sentido, o montante restante é calculado para quitar os gastos fixos do negócio, como aluguel do espaço fixo, folha de pagamento dos funcionários, manutenção e constituição do lucro da empresa.

    Por isso, o cálculo da margem de contribuição é um índice importante para avaliar o desempenho financeiro de uma companhia, além de precificar produtos, criar uma estratégia de venda, entre outras aplicações, que veremos mais adiante neste conteúdo. 

    Para que serve a margem de contribuição?

    O principal objetivo do cálculo da margem de contribuição é entender a lucratividade de um negócio. Além disso, ela serve para: 

    Precificar produtos 

    Ao entender a margem de contribuição de uma empresa, é possível definir um preço médio de venda de cada item para auxiliar nos custos e despesas da operação. Isso tudo é possível a partir de uma projeção de vendas.

    Definir o ponto de equilíbrio

    A margem de contribuição também pode servir como base para determinar o ponto de equilíbrio de uma empresa, isto é, o indicador que mostra quanto é necessário vender para que as receitas se igualem aos custos. 

    Estabelecer estratégias de venda

    A fórmula da margem de contribuição pode ser utilizada para definir as estratégias de venda para o negócio. Isso porque, ao fazer o cálculo de rentabilidade de cada produto, é possível identificar quais mercadorias contribuem mais para o lucro final e incentivar a compra. 

    Por exemplo, se você tem uma loja virtual de roupas, pode oferecer descontos progressivos a partir da quantidade de vendas de determinada peça, além de criar campanhas e promoções para aumentar as vendas de produtos com maior margem de contribuição. 

    Como calcular a margem de contribuição?

    A fórmula da margem de contribuição é a seguinte: 

    Margem de contribuição = valor das vendas – (custos variáveis + despesas variáveis)

    Lembrando que, nessa fórmula: 

    • Valor de vendas: representa o preço final pelo qual o produto é ou será vendido; 
    • Custos variáveis: corresponde aos gastos que variam conforme o volume de produção, como a matéria-prima  para a fabricação de produtos e impostos pagos na transação de produção e venda de produtos; 
    • Despesas variáveis: se refere aos gastos administrativos que aumentam ou diminuem na mesma proporção das vendas, como a comissão de vendedores. 

    Portanto, o resultado desse cálculo representa o quanto uma empresa consegue gerar de recursos para quitar as despesas fixas, como o IPTU da empresa, por exemplo, e obter lucro

    Importância da margem de contribuição

    A margem de contribuição é importante para ajudar na tomada de decisão acerca do preço de venda de um produto para  atingir os resultados esperados, ou até para descontinuar um produto na empresa, caso seja muito custoso. 

    Acompanhar o indicador também pode ajudar na readequação das despesas fixas, como a renegociação de preços de aluguel ou de compras de matérias-primas .

    Por fim, um alto número resulta em mais dinheiro disponível no caixa da empresa, dando  a oportunidade para um negócio investir em novas frentes, como melhorias ou lançamentos de novos produtos, serviços e captação  dos colaboradores.

    Como melhorar a margem de contribuição de um negócio?

    Agora que você já sabe o que é margem de contribuição e como calculá-la, veja algumas dicas para melhorar o indicador em seu negócio: 

    Modifique os preços das mercadorias 

    Quando a margem de contribuição é baixa, é possível alterar o preço do produto. Mas aqui, não estamos falando em necessariamente elevar o preço das mercadorias. 

    Ao fazer uma análise da concorrência, você pode notar que o preço de um determinado item está alto demais para a realidade do mercado, por isso não está gerando muitas vendas.

    Por isso, estude o mercado antes de tomar a decisão de alterar os preços do seu negócio.  

    Reduzir os custos e despesas variáveis

    Outra dica é reduzir os custos e despesas variáveis da empresa, como: 

    • Negociação com os fornecedores para reduzir valor de compra de matérias-primas  ou produtos para revenda; 
    • Cortar gastos extras no processo produtivo; 
    • Investir em tecnologia para automatizar processos. 

    Diminuir os custos e despesas fixas

    Seguindo a mesma linha de raciocínio do tópico anterior, também é possível diminuir os custos e despesas fixas da empresa.  Algumas dicas para isso são: 

    Conclusão sobre o que é margem de contribuição

    Ao longo deste artigo, vimos como a margem de contribuição é fundamental para a gestão de uma empresa, além de manter a saúde financeira de um negócio sempre estável. 

    De maneira resumida, é uma forma de entender os rumos do crescimento de uma empresa, bem como de entender o momento financeiro do negócio.

    E, se você ainda não tem um negócio, mas pretende vender pela internet, a dica é criar sua loja virtual na Nuvemshop, uma plataforma de e-commerce completa que oferece todos os recursos para montar seu negócio do zero, sem precisar de conhecimentos técnicos.

    Gostou? Compartilhe!