E-commerce

Como montar uma loja virtual de roupas?

Postado por Talitha Adde

Atualizado em abril 12, 2022 por Talitha Adde

O mercado do e-commerce é um dos mais movimentados do mundo e, certamente, as tendências do segmento chamam a atenção de todo o empreendedor que deseja montar uma loja virtual de roupas para começar a vender pela internet. 

Para você ter uma ideia, só em 2021, de acordo com estimativa do eMarketer, as vendas online representaram US$ 49 trilhões movimentados ao longo do ano, ou seja, um crescimento de 16,8% se comparado a 2020

Então, para te ajudar a entrar nesse mercado, preparamos este artigo com um passo a passo completo para montar uma loja virtual de roupas do zero. Então, vamos lá? 

    Ao assinar a newsletter da Mandaê, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações.

    10 dicas para montar uma loja virtual de roupas 

    O primeiro passo para montar uma loja virtual de roupas é determinar o investimento inicial

    Nesse sentido, é preciso fazer um planejamento e analisar uma série de fatores, como os tipos de produtos a serem vendidos, a estrutura de vendas, quais serão os meios de pagamento e entrega, estratégias de marketing, entre outros. Para isso, confira as dicas a seguir: 

    1. Selecione o público-alvo 

    Antes de montar a sua loja virtual de roupas, é preciso saber para quem você vai vender ou, em outras palavras, quem são os seus clientes. Esse é o ponto inicial para quem quer ter sucesso com o negócio. 

    Para isso, antes de tudo, entenda o perfil e o comportamento do seu consumidor. Responda a questões como: 

    • Qual é a média de idade?
    • Qual o gênero predominante?
    • Quais canais online o seu cliente utiliza para se informar e fazer compras online? 
    • Qual região vivem? 
    • Que tipo de roupas costumam comprar? 
    • Qual a renda mensal? 
    • Quanto gastam em média por uma compra?

    Com essas informações em mãos, você conseguirá mapear o seu público-alvo. A partir daí, é possível traçar as demais estratégias da sua loja virtual de roupas. 

    2. Determine o que vai vender

    Agora que você traçou o perfil do seu consumidor e entendeu as dores e motivações da sua persona, chegou a hora de determinar o mix de produtos que serão vendidos em sua loja virtual de roupas, isto é, a variedade de itens oferecidos para o seu público. 

    Aqui, o recomendado é fazer uma pesquisa de mercado e entender questões, como: 

    • O seu público está disposto a pagar pelo preço que você definiu? 
    • Existem alternativas no mercado melhores que a sua?
    • A sua solução resolve a dor do seu consumidor?

    Com o entendimento dessas questões, você vai conseguir determinar o que vender em seu e-commerce.

    Para uma loja virtual de roupas, lembre-se de escolher um nicho de mercado específico. Se, por exemplo, você vende itens esportivos, o ideal é focar em um segmento desse universo, como acessórios para corrida. 

    💡 Saiba mais: Como criar uma marca de roupa própria?

    3. Escolha uma plataforma de vendas

    O próximo passo de como montar uma loja virtual de roupas é estruturar o seu negócio. Nesta etapa, você deve decidir como vender os seus produtos: por uma plataforma de e-commerce, como a Nuvemshop, ou por um marketplace, como o Mercado Livre. A seguir, você entende a diferença entre eles: 

    Plataforma de e-commerce 

    Uma plataforma de e-commerce é um sistema para hospedar a sua loja virtual sem um intermediário para a transação. Ao optar por esse serviço, o empreendedor ficará responsável por algumas bases estruturais, como a criação, o design e a identidade visual do site. 

    A Nuvemshop, por exemplo, é uma plataforma de e-commerce que oferece um layout moderno e responsivo.  

    Além disso, o sistema conta com uma tecnologia de estabilidade do servidor, que permite que os e-commerces fiquem no ar durante 99,9% do ano. 

    💡 Saiba mais: O que é como funciona a Nuvemshop? 

    banner de conversão para Nuvemshop

    Marketplace 

    O marketplace também é um serviço de venda de produtos. Mas, ao contrário de uma plataforma de e-commerce, essa opção reúne diferentes fornecedores no mesmo local e é cobrada uma taxa para cada venda concretizada

    A principal vantagem de vender com esse canal de venda é a visibilidade, já que grande parte dessas lojas tem um posicionamento considerável nos sites de busca. 

    Além disso, é uma opção mais barata do que uma loja virtual, já que não é preciso investir em layout do site e identidade visual.  

    4. Regularize a sua loja virtual 

    Já escolheu a sua plataforma de vendas? Então é hora de regularizar o seu negócio. O primeiro passo é abrir um CNPJ

    Se você está criando um negócio próprio e tem um faturamento de até R$ 81 mil por ano, o ideal é se regularizar como Microempreendedor Individual. Para isso, você deve acessar o site do Governo Federal e fazer o seu cadastro com os seguintes documentos: 

    • RG;
    • CPF (o documento não pode ter sido inscrito anteriormente em alguma empresa como sócio ou empresário individual);
    • Comprovante de endereço da empresa e da residência (que pode ser o mesmo);
    • Título de Eleitor;
    • Número da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (caso tenha declarado nos últimos dois anos).

    Dessa forma, é possível garantir os seus direitos trabalhistas, agir em conformidade com a lei e emitir notas fiscais

    💡Saiba mais: Como emitir nota fiscal MEI?

    5. Disponibilize um provador virtual 

    Uma estratégia para aproximar o cliente do seu produto é disponibilizar um provador virtual em seu site.

    Esse é um sistema de tecnologia que estima o tamanho da peça ideal para o comprador a partir de informações que ele disponibiliza no ato da compra, como idade, altura, peso e formato do corpo. 

    💡 Saiba mais: Como tirar fotos de roupas para loja virtual?

    6. Defina os meios de pagamento

    A próxima etapa de como montar uma loja virtual de roupas é escolher os meios de pagamento do seu e-commerce para garantir a segurança das suas transações

    Em vendas online, você pode oferecer formas de pagamentos como cartão de crédito, débito, boleto bancário ou Pix

    Além disso, pode integrar a sua loja a gateways de pagamento, um ambiente do site disponibilizado para realizar transação financeira e garantir o recebimento pelo negócio, além de gerar o comprovante para entrega dos produtos no endereço fornecido pelo cliente. 

    💡 Saiba mais: Tendências do meio de pagamento online 

    7. Encontre bons fornecedores 

    Definido os meios de pagamento da sua loja virtual de roupas, o próximo passo é encontrar fornecedores

    Essa é uma etapa muito importante para o sucesso do seu negócio. Então, pesquise os principais fornecedores do seu nicho de mercado e compare preços. 

    Essa é uma forma de garantir que as mercadorias que oferecem aos seus clientes tenham qualidade. 

    8. Escolha os meios de envio

    Estamos quase no final do passo a passo de como montar uma loja virtual de roupas. Agora, chegou a hora de definir os meios de envio para garantir que os seus produtos cheguem até o consumidor final, como os Correios ou transportadoras

    Uma alternativa para oferecer essas duas opções no seu negócio é integrar o seu e-commerce a gateways de frete. 

    Com esse tipo de ferramenta, você pode disponibilizar diversas opções de entrega de produtos em seu site, como a Mandaê. Dessa forma, o cliente final fica livre para escolher o meio de envio que melhor atenda às suas necessidades de compra e tempo de entrega. 

    9. Defina os canais de atendimento 

    Nessa etapa, é preciso escolher os seus canais de atendimento ao cliente, como WhatsApp, contato de e-mail etc. Essa é uma parte fundamental para solucionar todas as dúvidas do cliente a respeito do seu negócio. 

    Então, lembre-se de informar em seu site quais são os meios de contato da sua loja virtual. 

    10. Invista em marketing digital 

    Agora que você já sabe como montar uma loja virtual de roupas, chegou a hora de investir em marketing digital para atrair visitantes para a sua página de vendas. 

    Para isso, faça um plano de marketing. Nele, é importante definir todas as estratégias de divulgação do seu negócio, como: 

    • Redes sociais que serão utilizadas (Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn); 
    • Orçamento para investimento em plataforma de anúncios (Facebook Ads, Google Ads etc.); 
    • Entre outras.

    Dessa forma, você consegue capturar estratégias para conquistar mais clientes para a sua loja virtual. 

    📈 Confira a planilhaModelo de plano de marketing para e-commerce: baixe kit de planilhas gratuito

    Por fim, como observamos ao longo do conteúdo, o principal ponto para montar uma loja virtual de roupas é ter cuidado com cada etapa ao longo desse processo. 

    Se você quer entrar para esse mercado, teste a plataforma da Nuvemshop por 30 dias grátis e integre o seu e-commerce com a Mandaê!

    Gostou? Compartilhe!