Frete SPOT: dicas para economizar com transportes de emergência

Frete SPOT: dicas para economizar na contratação de transportes de emergência

O frete SPOT é um recurso utilizado por empresas que precisam resolver com rapidez situações que podem vir a prejudicar o nível de seus SLAs de entrega. Por isso, essa modalidade é vista como alternativa para garantir que as encomendas sejam enviadas dentro das expectativas de prazo determinadas.

Nesse post vamos falar como esse tipo de frete funciona, suas vantagens e desvantagens e como ele pode gerar mais economia para os negócios.

O que é frete SPOT e quando ele é necessário?

 

Dentro da logística, o termo SPOT é usado para classificar a modalidade de frete que é contratada em situações de emergência pelas empresas. Normalmente esses casos estão relacionados a demandas não previstas, em que o volume de pedidos ultrapassa o esperado, ou a históricos de problemas na entrega, que em algum momento geraram desconforto entre o remetente e o destinatário e precisam ser evitados em entregas futuras. Ambas as situações diminuem o nível de SLA das organizações e, consequentemente, a qualidade do serviço oferecido por elas.

Outra característica do frete SPOT é a de que, devido seu caráter emergencial, o serviço é executado por transportadoras terceiras, que não fazem parte do grupo de prestadores previstos em contrato. Por isso, esse tipo de frete é acionado eventualmente, apenas em situações críticas.

Vantagens do frete SPOT

 

O principal aspecto do SPOT é seu prazo reduzido de entrega, que normalmente é imediato ou bem inferior ao que os fretes tradicionais costumam estabelecer. Essa característica torna a modalidade um diferencial competitivo e a principal razão que leva as empresas a aderirem à sua contratação.

Entre as principais vantagens do frete SPOT também estão:

  • Facilidade de contratação: ao dispensar processos de concorrência e negociação de tabelas que a parceria com transportadoras exige, contratar esse tipo de frete se torna uma tarefa muito mais rápida.
  • Nível de serviço mais alto: o que diferencia o nível SLA alcançado pelo frete SPOT em comparação aos fretes convencionais são os processos internos executados pelas empresas. No caso dos envios feitos pelas transportadoras parceiras, atividades como a emissão de nota ou o preparo da encomenda para envio podem interferir no andamento dessa etapa logística – o que, por consequência, também podem afetar o nível de serviço do negócio. Já na modalidade de urgência não há esse risco, uma vez que o serviço só é solicitado quando todos os processos estão resolvidos. O resultado tende a ser de um nível de serviço mais alto, livre de imprevistos e atrasos.
  • Aumento da satisfação dos clientes: o senso de urgência é um comportamento cada vez mais frequente entre os consumidores que, ao concluírem suas compras, exigem que as encomendas sejam entregues em prazos reduzidos. Por isso o atraso na entrega é uma das principais situações que o frete SPOT ajuda a resolver.
  • Transporte de produtos fora dos padrões: os valores de frete negociados em contrato são compostos por critérios como peso, em que o peso bruto determina a taxa a ser paga, ou valor, baseado no peso cubado e bruto. No entanto, algumas variáveis podem encarecer esse serviço ou até mesmo impossibilitar sua realização, como o caso de encomendas acima do peso ou das medidas estabelecidas, que são rejeitadas pelas contratadas. Por ser trabalhosa – e muitas vezes custosa – a negociação de bons valores para o transporte de todos os tipos de produto, o frete SPOT é a solução para atendê-los.

Desvantagens do frete SPOT

 

Por outro lado, embora esse recurso traga benefícios à reputação e entrega das empresas, seu uso pode causar sérios prejuízos financeiros. As principais desvantagens do frete SPOT são:

  • Pagamento à vista: nesse modelo de contratação não há período de corte e a emissão de boletos com datas futuras. Por ser solicitado a parte de qualquer contrato, normalmente seu serviço é cobrado instantaneamente.
  • Valores altos: por conta do caráter de urgência, as entregas costumam demandar mais custos para serem feitas. Isso, claro, é repassado ao solicitante, que sofre com valores acima do comum em tabelas negociadas.
  • Operação desorganizada: normalmente o frete SPOT está acompanhado por problemas como atrasos e falhas operacionais e sua contratação é uma tentativa de contornar essas ocorrências. No entanto, o caráter de emergência do embarque das mercadorias também pode acentuar essa desorganização.

Como economizar ou reduzir as contratações de frete SPOT

 

Embora seja um recurso caro e que traz muitas desvantagens para as empresas, a contratação do frete SPOT é, muitas vezes, inevitável dentro da rotina dos negócios. Por isso, ainda mais importante que elencar e prever os custos dessa prática no planejamento é criar estratégias para torná-la mais econômica e cada vez menos necessária.

Listamos algumas dicas para você economizar ao usar o frete SPOT e outras para evitar sua contratação:

Vasculhe o mercado

O fato de essa modalidade de frete ser usada apenas em circunstâncias emergenciais faz com que as empresas consultem pouco o mercado antes da contratação. Como consequência, os prestadores cobram valores elevados que geram prejuízos para o caixa. Pode parecer óbvio, mas aqui a dica é pedir ao time que dedique um tempo para orçamentos rápidos e para possíveis negociações de margem.

Busque referências sobre a transportadora

De nada adianta contratar um frete em caráter de emergência se o prestador não entregar aquilo que se propôs. Para evitar prejuízos e desgastes com o destinatário é importante buscar informações e referências sobre o transportador antes de fechar a contratação. Isso vai mostrar se ele será capaz de atender aos requisitos e necessidades do trabalho.

Aproveite a carga compartilhada

A logística compartilhada vem ganhando espaço no País e tem gerado economia para empresas que a adotam. No caso do frete SPOT, esse benefício pode ser aproveitado em negociações com caminhões que retornam vazios, o famoso “batendo lata”. Liste quais transportadores se encaixam nesse perfil e contate-os sempre que precisar do serviço. A probabilidade é que eles reduzam o valor cobrado para retornarem com carga aos seus destinos.

Fique atento ao perfil dos seus clientes

Pedidos urgentes e de última hora, demandas sazonais ou altos volumes em períodos determinados: manter-se atento à rotina da empresa e aos perfis de clientes ajuda a identificar alguns padrões e tendências que podem reduzir a necessidade do frete SPOT.

Preveja emergências

Até o frete de emergência precisa ser previsto, caso contrário, pode se tornar mais uma dor de cabeça dentro do processo logístico. É preciso lembrar sempre que imprevistos podem acontecer – seja durante o percurso, no veículo ou com o próprio profissional – e que eles impactam nas condições de entrega e também nas taxas cobradas.

Não se esqueça de medir os indicadores

O histórico apresentado pelas KPIs e relatórios servem não só para mostrar o desempenho logístico da empresa, como também para indicar as origens e características que levam as organizações a precisarem do frete SPOT. Por isso é importante monitorá-los frequentemente e tentar observar:

– O comportamento e a estratégia do time de vendas.
– As razões das falhas operacionais.
– Quais são os períodos de maior demanda.
– O que levou aos atrasos.

Repasse os valores aos clientes 

Se a contratação do frete não for motivada por atrasos ou falhas internas e se tratar de uma exigência do cliente, uma forma de minimizar o impacto com o recurso é repassando parte da taxa cobrada ao destinatário.

E cuidado: se o volume de entregas na modalidade SPOT aumentar, é hora de rever o contrato com suas transportadoras e negociar novas condições. Esse frete não deve ser regra, mas sim exceção!

Você já contratou frete SPOT em sua empresa? Compartilhe sua experiência e dicas!

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *