Logística

Caso e-Sedex: Correios divulgam extinção oficial do serviço

Mandaê

Postado por Mandaê

Atualizado em junho 22, 2021 por Mandaê

O impasse do encerramento oficial do e-Sedex está prestes a acabar. Na tarde desta quarta-feira (14), os Correios divulgaram um memorando endereçado aos chefes dos departamentos da empresa anunciando a descontinuidade do serviço a partir do dia 19 de junho de 2017.

O comunicado informa que foram tomadas as providências judiciais cabíveis em relação à ação movida pela Associação Brasileira de Franquias Postais (Abrapost), que solicitou à Justiça Federal a revogação do fim do e-Sedex, anunciado em novembro de 2016. Também orienta os funcionários da estatal a realizarem a comunicação imediata aos clientes sobre a exclusão dos códigos do serviço com o texto abaixo:

“Prezado cliente,

 Em virtude da aprovação da nova Política Comercial pelo Conselho de Administração dos Correios, informamos que o serviço e-SEDEX será descontinuado a partir de 19/06/2017. Portanto, todas as postagens deverão ser realizadas nos códigos de SEDEX ou PAC ativos no contrato.

Acrescentamos que as pré-listas de postagem (PLP) e e-tickets (autorizações de postagem para logística reversa) geradas e não utilizadas até o dia 18/06/2017 terão os códigos de e-SEDEX substituídos pelo código SEDEX. Caso não seja do seu interesse a postagem com SEDEX, será necessário gerar nova PLP ou autorização de postagem com código de serviço PAC.

Para mais informações, entre em contato com seu representante comercial.”

Extinção do e-Sedex provoca mudanças para lojistas

A partir de 19 de junho de 2017, não haverá renovação ou celebração de contratos dos Correios com a inclusão do e-Sedex, independentemente do estágio de negociação, e a postagem das encomendas deverá considerar os códigos dos serviços Sedex e PAC conforme pacotes de encomendas, incluídos recentemente nos contratos comerciais firmados pelos Correios.

Além disso, o serviço e seus respectivos códigos não estarão disponíveis nos sistemas corporativos da empresa, nem habilitados para postagem nas unidades, mesmo os que tiverem incluídos anteriormente em Pré-Lista de Postagem (PLP) e autorização de postagem (e-ticket).

Nesses casos, será providenciada a substituição automática na PLP e autorização de postagem [logística reversa] do código de serviço expresso vigente no contrato, podendo o cliente gerar nova PLP com código de serviço PAC.

Lojistas virtuais já contam com alternativas econômicas para o e-Sedex

Apesar do encerramento oficial do e-Sedex não ser surpresa para o mercado, e inclusive ter sido antecipado por especialistas da área, ainda assim causa impacto no setor de e-commerce, já que até então era considerado a principal alternativa para entrega rápida de encomendas no varejo online.

No entanto, lojistas que buscam maneiras de oferecer fretes com preços competitivos e ao mesmo tempo melhorar a eficiência operacional do seu negócio já podem contar com soluções completas no mercado.

A Mandaê, empresa especializada em logística para e-commerce, recentemente anunciou um novo serviço que proporciona economia de até 50% nos custos, se comparado a outros serviços disponíveis no mercado.

O serviço ainda contempla coleta sob medida e atendimento dedicado, com um executivo de conta responsável por dar suporte à empresa, além de um dashboard para monitorar os envios dos produtos e as informações de rastreamento.

“O objetivo da Mandaê é disponibilizar um serviço que estimule maior conversão e crescimento do negócio e, ainda, garanta a satisfação e fidelização do cliente final”, explica o CEO da empresa, Marcelo Fujimoto.

Para saber mais e solicitar uma proposta, acesse: mandae.com.br

    Ao assinar a newsletter da Mandaê, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações.