Frete grátis no e-commerce: saiba como não ficar no prejuízo

frete_gratis_e-commerce

Adotar ou não uma política de frete grátis no e-commerce implica, na maioria dos casos, em abrir mão de uma parte da margem de lucro sobre os produtos. No entanto, segundo pesquisa da ComScore, o frete gratuito é um dos principais fatores de divulgação boca a boca das lojas virtuais e já levou mais de 63% dos consumidores a colocarem mais itens no carrinho.

Se um e-commerce escolhe cobrar pelo envio, corre o risco de perder um consumidor para outra loja que ofereça políticas de frete mais flexíveis. Por outro lado, caso a loja virtual opte por oferecer frete grátis a esmo, põe em risco a sua margem de lucro.

Para ajudá-lo a avaliar se vale a pena ou não oferecer frete grátis em sua loja virtual, indico abaixo os principais pontos que merecem a sua atenção.

Frete grátis no e-commerce: vale a pena oferecer?

 
A oferta mal planejada de frete grátis pode ter impacto determinante na eficiência, imagem e na saúde financeira do seu e-commerce. Por isso, uma correta determinação de custo e cálculo de frete para os itens vendidos, informação de prazos e regras de entrega, além de monitoramento permanente dos indicadores relacionados, são essenciais na rotina de gestão de uma loja virtual.

Diversos empreendedores virtuais estão cada vez mais atentos a isso. De acordo com a pesquisa Webshoppers 34, conduzida pela Ebit/Buscapé, desde 2014 há uma tendência na diminuição da oferta de frete grátis. Já a edição 35 do estudo Webshoppers constatou que em 2016 o e-commerce brasileiro registrou a menor marca de oferta de frete grátis desde 2012.

Nos últimos anos, grande parte das operações de e-commerce no Brasil utilizou o frete grátis como forma de atrair consumidores e aumentar a conversão. Apesar dessa estratégia ter sido importante no passado para fomentar vendas e dar mais uma vantagem para os compradores, sua manutenção causava grande desequilíbrio nos resultados das empresas por elevar o custo de operação.

Não à toa, quando optam pela estratégia, os e-commerces seguem a tendência de aumentar o valor mínimo em compras para oferecer frete grátis. Em 2013, esse valor era de R$ 170, subindo para R$ 255 em 2015 e R$ 266 em 2017, segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) com apoio da Brazil Panels e ComSchool.

Para definir a melhor política de frete e evitar perdas em sua loja virtual, avalie quais são os melhores momentos para aplicar campanhas de isenção da taxa e defina quando e se elas realmente são fundamentais para a decisão de compra do consumidor.

Analise o volume de vendas, o ticket médio da loja, os juros negociados e valores acordados com as soluções de logística. Não deixe de verificar sua margem e como ela será afetada se você oferecer frete grátis. Realizar um minucioso planejamento financeiro é essencial para evitar prejuízos.

Considere, inclusive, o tipo, o tamanho e o peso dos itens que você enviaria e, se possível, para onde. Pense ainda na quantidade dos seus pedidos. Se eles costumam ficar na média de R$ 30, considere um mínimo de R$ 50 em compras para qualificar para frete grátis. Outro ponto que merece atenção na hora de definir ou não a política de gratuidade é em relação à logística reversa.

Ou seja, sem planejamento e estratégia, sua loja virtual sofrerá alguns impactos ao oferecer o frete gratuito. Abaixo, listamos os lados positivo e negativo da estratégia.

Vantagens em oferecer frete grátis

 

Vendas aumentam

 
Muitas vezes, os resultados de proporcionar frete grátis são imediatos, refletindo diretamente no aumento de vendas. Afinal, seu site estará mais atraente porque os clientes não vão ter que se preocupar com as despesas de entrega. Para as lojas virtuais que exigem uma quantidade mínima de pedidos para oferecer a bonificação, isso pode levar a uma série de grandes pedidos.

Clientes fidelizados

 
Há consumidores que caçam lojas com frete grátis para realizar suas compras. Ao promover a isenção, você conquista esses clientes, que podem se tornar compradores frequentes. É verdade que a pessoa pode não se lembrar onde compra cada produto, mas com certeza se lembra quais lojas ofereceram frete grátis.

Competitividade em alta

 
O frete grátis valoriza a competitividade do seu e-commerce. Se não colocar sua loja à frente da concorrência, pelo menos eleva o nível da batalha. Além disso, destaca sua marca na multidão, o que ajuda a dar visibilidade.

Redução do abandono de carrinhos

 
Um dos motivos que faz os consumidores abandonarem as mercadorias no carrinho é porque o valor do frete torna a compra muito mais cara. A isenção de taxa faz os consumidores desviarem desse cenário, reduzindo a quantidade de abandono de carrinhos.

Tráfego para o site

 
Você vai fazer muito alarde para avisar aos consumidores que sua loja está com frete grátis. Ao promover a bonificação, isso automaticamente irá levar mais gente para o site da sua loja virtual, aumentando o tráfego.

Fim das datas “mornas”

 
Uma promoção com frete grátis é uma boa estratégia para impulsionar os períodos em que nada acontece e as vendas despencam. Ou seja, quando sua loja virtual não gera muita conversão é possível ir atrás dos clientes com incentivos de gratuidade no frete.

Desvantagens de oferecer frete grátis

 


Margem de lucro

 
Alguém tem que “abraçar” as despesas do frete grátis e, na maior parte dos casos, as despesas ficam com você. Um dos principais impactos com frete grátis começa com a perda de margem de lucro, que é usada para absorver os custos da estratégia.

Entrega demorada

 
Para dar continuidade à sua promoção de frete grátis, você pode escolher focar na modalidade econômica em vez da opção mais rápida de entrega. Porém, o frete econômico fará com que a encomenda demore para chegar até seu cliente, possivelmente gerando descontentamentos.

Gastos de tempo e dinheiro com a equipe

 
Para dar certo, sua campanha dependerá de visibilidade. Portanto, será necessário que a equipe de marketing bole novas ações, investindo principalmente em design e anúncios pagos. Dependendo da complexidade do seu sistema, também será preciso que sua equipe de TI mexa na programação para adicionar o frete grátis à sua plataforma.

O aumento de mão de obra se estende também para o estoque. Considerando um possível aumento dos pedidos, você terá que chamar mais funcionários para colaborar com a etapa de picking e packing.

Incentivo à toa

 
Durante sua ação, talvez você descubra que os consumidores que compraram de você após a oferta de frete grátis teriam comprado na sua loja virtual desde o começo.

Consumidores mal-acostumados

 
Uma outra situação negativa é que seus clientes podem ficar dependentes do desconto e passar a comprar do seu site apenas quando tiver oferta de frete grátis.

Frete grátis no e-commerce como estratégia para aumentar as vendas 

 
Apesar de exigir cautela, o oferecimento de frete grátis pode ser utilizado como uma estratégia pontual para e-commerces conquistarem novos consumidores. Veja abaixo diferentes políticas de frete e algumas situações em que podem se aplicar:

Sem ticket médio

 
Significa que todos os itens da loja têm frete gratuito. A estratégia se aplica melhor quando os produtos são pequenos, como bijuterias, pequenos enfeites e livros, mas não é uma estratégia interessante para aplicar a longo prazo, a não ser que a margem de lucro sempre compense o frete. Caso contrário, o preço médio dos produtos da loja deve ser revisto – e talvez até aumentado. O ideal é aplicar o frete grátis em curtos períodos, como promoção relâmpago ou em datas comemorativas. Geralmente as lojas que assumem essa gratuidade a fazem durante um tempo determinado ou apenas 24 horas.

Com ticket médio

 
Quando o frete está atrelado a um valor mínimo de compra. Essa estratégia é útil se a intenção é que o ticket médio compense a redução da margem de lucro. “Frete grátis para todo o Brasil nas compras acima de R$ 150,00”, por exemplo, é uma das estratégias mais usadas, pois o frete grátis, embora deixe apenas de ser cobrado, é visto como um desconto pelo cliente.

Para aplicar essa estratégia, o lojista precisa conhecer bem os seus custos e a margem de contribuição dos produtos, pois a definição do valor do ticket a partir da oferta de frete grátis precisa estar alinhada com toda sua precificação e custos.

Para alguns itens

 
Para definir uma política de frete grátis com base em alguns itens do portfólio de produtos, o gestor do e-commerce deve fazer uma análise minuciosa dos produtos mais leves, produtos cujo hábito de compra é regional e coincide com a região onde está a distribuição do e-commerce, itens com boa margem de lucro e produtos de fácil distribuição.

Também é uma tática eficiente para “queimar” os últimos itens, o giro de produtos pequenos e leves ou até atrair novos consumidores que vão comprar outros produtos que podem não fazer parte da política de frete grátis.

Por período

 
A estratégia de elaborar um “plano de frete” por período é ideal para e-commerces que queiram fidelizar clientes a médio e longo prazos. No entanto, para que o plano funcione, é preciso ter um portfólio de produtos relativamente grande, a fim de que o cliente faça recompras periódicas no site.

Adotar o frete grátis por período também pode abrir precedentes para reclamações caso o serviço de entrega não seja eficiente. Como o cliente vai pagar mais, de uma só vez, para garantir as entregas, é preciso ter cuidado no manuseio dos produtos, no cumprimento do prazo estipulado e na gestão do estoque para evitar muitos produtos esgotados quando o cliente fizer a recompra.

Para clientes fiéis

 
Promover frete grátis para consumidores que compram sempre na sua loja é uma maneira de fazê-los se sentirem importantes, consequentemente gerando mais vendas. Para a base de clientes fiéis, você pode fornecer algo como “a cada R$ 250 em compras, o frete é grátis”.

Para clientes sumidos

 
Dar frete grátis para consumidores que não voltaram a realizar novas compras na sua plataforma é uma maneira de trazê-los de volta. Você pode oferecer um cupom de frete grátis para a próxima compra desde que o cliente adquira algum produto ou gaste uma determinada quantia na sua loja.

Em uma área específica

 
Uma loja virtual pode definir uma política de frete grátis para um perímetro específico. Pode ser uma solução estratégica para estimular o consumo em um município/cidade ou para aumentar a margem de lucro em regiões onde a distribuição seja mais barata.

Sazonal

 
O aumento do consumo em datas comemorativas dá margem ao e-commerce para oferecer frete grátis em troca da redução na margem de lucro por produto. Dia das Mães, Dia dos Namorados, Black Friday e Natal são datas que costumam ter mais movimento que o usual e, portanto, muitas vezes lojistas aproveitam esses períodos para definir estratégias de frete grátis.

Trocas

 
De acordo com uma pesquisa da Invesp, cerca de 30% dos produtos comprados online são devolvidos. E, ainda, 92% dos consumidores afirmaram que não desistiriam da compra se o processo fosse ágil, enquanto 79% acreditam que a troca não deveria ter custos.

Garantir a gratuidade na logística reversa pode ser útil para e-commerces de roupas, acessórios e itens frágeis, em que o cliente muitas vezes se sente inseguro no momento da compra por poder haver avarias, gastos e mais espera por conta das trocas. Para implementar uma logística reversa gratuita, é preciso, ao mesmo tempo, dar o máximo de informações e ter cuidado com o envio dos produtos para que o ticket por essa ocorrência tenha incidência menor.

Retirada na loja física

 
Quando o e-commerce conta com uma ou mais lojas físicas, a compra pode ser estimulada pela retirada no local. Nesse caso, o e-commerce vai funcionar como uma estação de pré-pagamento do produto. A estratégia pode ser interessante quando há imediatismo na compra, como em livros acadêmicos.

Quando o item está em falta na região ou na concorrência, o pré-pagamento garante o produto e pode ser um diferencial competitivo à loja virtual. Mas, é claro, a comodidade vai se limitar a uma ou algumas áreas específicas.

Apesar de ser uma alternativa para conquistar clientes, oferecer ou não frete grátis exige um minucioso planejamento e análise de custos para não deixar o e-commerce no vermelho.

Como alternativa para melhorar a sua política de frete, você pode terceirizar os processos e, assim, reduzir os custos logísticos do seu e-commerce. Com o Freedom, da Mandaê, você tem acesso às melhores transportadoras privadas do país, com preços e prazos altamente competitivos, podendo economizar até 50% nos envios.

5 exemplos de como os e-commerces oferecem frete grátis

 

frete-gratis-no-ecommerce-sephora
 
1. Sephora

 
O e-commerce de cosméticos e perfumes distribui suas ofertas de frete grátis para compras em que o consumidor alcançou um mínimo de gasto. No exemplo acima, a promoção vale para compras a partir de R$ 129. A gratuidade abarca as modalidades de entrega normal e agendada.

 

frete-gratis-no-ecommerce-amazon
 
2. Amazon

 
A promoção da Amazon com frete grátis é direcionada a pedidos acima de R$99. A loja virtual oferece a gratuidade para qualquer localidade do Brasil. O frete grátis vale para produtos específicos, como os dispositivos da marca Amazon e seus acessórios, além dos livros vendidos e enviados pela empresa.

frete-gratis-no-ecommerce-ultrafarma
 
3. Ultrafarma

 
A farmácia online coloca um selo azul para identificar os produtos elegíveis para frete grátis. Se o cliente atingir um valor acima de R$100 em medicamentos que tragam esse selo – e a compra pesar até 1 quilo -, ele receberá a mercadoria sem nenhum custo de entrega no endereço escolhido em qualquer cidade do Brasil.



4. OQVestir

 
A loja online de roupas OQVestir oferece frete grátis para compras que tenham ao menos um produto de preço regular e não incluam cupom ou ação promocional. A isenção é aplicada apenas para as modalidades de entrega normal e rápida.

5. Adidas

Em uma promoção de 72 horas de frete grátis, a loja virtual da Adidas ofereceu isenção para todo o Brasil somente para entregas convencionais, as modalidades de entrega rápida e agendada ficaram de fora da ação. Além disso, a empresa estipulou valores específicos por região. Por fim, destacou que os prazos de entrega poderiam sofrer alteração durante o período de promoção.

Esse e outros temas que envolvem a operação de uma loja virtual são abordados em detalhes no Guia Completo de Logística para E-commerce. Faça agora o download gratuito!


5 comentários em “Frete grátis no e-commerce: saiba como não ficar no prejuízo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Estava procurando dicas para organizar as entregas e gostei das suas Michele.
    Principalmente a questão de calcular corretamente o custo de dar ou não para o cliente a opção de grátis, pois concordo que pode sair muito errado se não planejar. Aliás, acho que a opção grátis é na maioria das vezes para os grandes comércios ou para produtos de alto valor percebido pelos clientes.

    Também quero dizer que gostei do site em geral e já salvei nos favoritos para poder acompanhar….

    1. Oi, Paulo!

      Fico muito contente em saber que os nossos conteúdos têm sido úteis para você. Obrigada pela mensagem!