5 plug-ins e aplicativos gratuitos para instalar agora na sua loja

Plug-ins e ferramentas para e-commerce
 
Uma das maiores vantagens de vender em plataformas de e-commerce é a possibilidade de instalar plug-ins e personalizar desde a aparência até os meios de pagamento. Embora a customização do código-fonte seja limitada e pouco flexível nessas plataformas, as ferramentas facilitam a vida do lojista porque não exigem conhecimento profundo em HTML para incorporá-las ao código. Além dessas facilidades, existem também ferramentas de sites externos que têm integração bastante intuitiva.
 

Plug-ins, aplicativos e ferramentas para e-commerces

 
Reunimos as melhores ferramentas e plug-ins para aprimorar a experiência do usuário na sua loja virtual. Para basear os nossos critérios, elegemos as maiores tendências do e-commerce sob a perspectiva do consumidor – o que ele procura, como consome e o que prefere – e selecionamos ferramentas e plug-ins de fácil instalação em diferentes plataformas. Demos preferência às aplicações gratuitas e acessíveis, inclusive para quem está começando agora. Confira a seleção.
 

1. Ferramentas de recomendação de produtos para loja virtual

 
Plug-ins de personalização e recomendação de produtos têm grandes chances de destaque em e-commerces de todos os portes. De acordo com uma pesquisa realizada nos Estados Unidos pelo Econsultancy, mais de 88% dos compradores online concordam que recomendações personalizadas de produto e conteúdo dinâmico fazem com que uma loja online seja mais atrativa.

Quando os primeiros algoritmos de recomendação de produtos no e-commerce foram popularizados pela Amazon, a experiência de compra online mudou para melhor. Hoje, a tendência à personalização nas plataformas de e-commerce já proporciona sistemas gratuitos de recomendação de produtos com base em hábitos de compradores com o mesmo perfil. Veja abaixo recomendações de produtos da Amazon:

Recomendação de produtos: conheça os apps e plugins para e-commerce

Exemplo de recomendação de produtos retirada do site da Amazon.

 
De agora em diante, a tendência é que esses sistemas se popularizem entre as pequenas lojas virtuais, uma vez que o algoritmo já pode ser reproduzido para criação de plug-ins talvez não tão apurados como o da Amazon, mas de extrema utilidade para quem empreende por conta própria.
 

Plug-ins e aplicativos indicados para cada plataforma

 

  • Shopify – Plug-in Personalized Recommendations: associação automática feita através dos padrões de compras e visualizações dos visitantes.
  • Nuvem Shop – Plug-in Produtos Relacionados: a associação é manual, ou seja, é você quem insere os produtos relacionados. É uma boa solução para quem tem um portfólio pequeno de produtos e não possui volume de visitantes suficiente para criar uma amostra fidedigna.
  • Iluria – Por padrão, em todas as páginas de produto do Iluria existe um plug-in nativo “veja também”, que exibe outros produtos da sua loja. Embora não dê para saber se essas soluções são personalizadas ou aleatórias, a solução parece interessante para estimular o cross-selling.
  • Loja Integrada – Criteo é o nome do app que você pode instalar na sua loja para oferecer recomendações personalizadas. A função está disponível gratuitamente a partir do plano Pro 1.

 

2. Automação de e-mail marketing

 
Cada vez fica mais claro que a automação de marketing é capaz de promover excelentes resultados. Uma pesquisa da Soundest eCommerce revelou que as séries de e-mails automáticos são capazes de aumentar a receita em 131% em comparação ao envio de e-mails únicos.

Na sua plataforma de e-commerce, é provável que a ferramenta de disparo de e-mail marketing já esteja integrada ao site, bastando que você defina e-mails padrão para ações que o seu visitante tomar, como fazer o cadastro, realizar uma compra ou abandonar o carrinho. Conheça algumas ferramentas integradas.
 

Plug-ins e aplicativos indicados

 

  • Shopify – Tem integração com o Mailchimp e o uso da ferramenta é gratuito para e-mails de carrinhos abandonados, retenção e pós-venda.
  • Iluria – Não possui a opção de utilizar outra plataforma para envio de e-mail marketing automatizado, mas trabalha com uma função nativa de disparo de e-mail. Nela, você pode personalizar as mensagens enviadas para algumas ações que o usuário toma em seu site.
  • Nuvem Shop – A Nuvem Shop permite que o proprietário da loja crie suas campanhas e gere o HTML dos produtos para utilizar em disparadores de e-mail alternativos, como o MailChimp. Não há um aplicativo para disparo, apenas opções para configurar campanhas. As funções estão disponíveis no plano “Posicione sua Marca”, que custa R$ 99 mensais.
  • Loja Integrada – A plataforma de envio de e e-mails automáticos da Loja Integrada é o Enviou. O pagamento único de R$ 49,90 pelo plano anual requer que o CNPJ tenha menos de um ano e que a loja não tenha atingido R$ 30 mil em vendas. Newsletter, e-mail marketing, recuperação de carrinhos e e-mails para aniversariantes estão incluídos no Enviou.

 

3. Notificações push no e-commerce

 
Sabe aquelas notificações que você recebe e ficam salvas na barra superior do seu smartphone? Elas se chamam push notifications e estavam disponíveis exclusivamente para os apps mobile. Por conta da capacidade de entrega imediata de informações e da alta taxa de cliques, uma das maiores tendências do e-commerce nos anos anteriores era a criação de aplicativos próprios.

Plug-ins e tendências do e-commerce: push no celular

Porém, o tempo e o comportamento dos usuários mostraram que nem sempre vale a pena investir no desenvolvimento de um aplicativo. Uma pesquisa da Forrester Research feita com usuários de smartphone nos EUA e no Reino Unido revelou que os usuários de smartphones têm em média 24 apps instalados, mas passam 80% do tempo concentrados em apenas 5 – o primeiro da lista em ambos os países pesquisados foi o Facebook.

Antes de isso acontecer, as lojas online tinham que desenvolver os próprios apps para conseguirem entregar esse tipo de notificação. Porém, desde o ano passado, as notificações por push podem ser enviadas também no desktop e em dispositivos móveis com navegadores Chrome e Mozilla. A notificação aparece no canto inferior direito da tela do computador, assim:

Disparo de push é um dos plug-ins que são tendência no e-commerce

Exemplo de push para e-commerce.

 
O que muda no seu site com a adoção do push é a praticidade e o imediatismo para disparar notificações de cupons e promoções relâmpago aos assinantes. As promoções com ciclo de vida curto (24 horas ou menos) já foram utilizadas no e-commerce antes. No entanto, a única opção viável para as notificações para esse tipo de eventos no site eram os SMS, uma vez que os e-mails não podiam garantir que o destinatário receberia a mensagem antes de a promoção terminar.

Nesse ponto reside outra vantagem do push. Essas notificações não requerem que o visitante revele o seu número de telefone ou qualquer tipo de contato e podem ser exibidas para novos visitantes do site, fazendo com que essa seja uma solução perfeita para as promoções relâmpago. Abaixo, um exemplo de como a permissão de push aparece para o usuário, logo abaixo da URL:

Plug-ins para e-commerce: push notifications

Exemplo de assinatura de push em sites.

 

Plug-ins e aplicativos indicados

 

  • Shopify – O Firepush é gratuito para algumas funcionalidades e oferece acesso ao plano Premium por 14 dias após o download. Entre as funções mais interessantes do plano Premium, está a automação dos processos com envio automático de push para usuários que desempenharem certas ações no site.
  • Nuvem Shop – Ainda não existe um app de notificações push na Nuvem Shop.
  • Loja Integrada – A Loja Integrada possui integração com o aplicativo Push Crew. O uso é gratuito para até 500 assinantes.
  • Iluria – Por ser uma plataforma que permite a edição de partes restritas do código-fonte, você não conseguirá personalizar o seu site para exibir notificações por push no Iluria.

 

4. mCommerce e Social Selling

 

O relatório WebShoppers do e-Bit revelou que 15% das vendas online de dezembro de 2015 foram concretizadas através de dispositivos móveis. Daqui para a frente, as tendências indicam que esse tipo de tráfego vai aumentar.

Uma pesquisa feita nos Estados Unidos revelou que a população mais jovem já usa mais smartphones do que desktops para acessar a internet e fazer compras. Isso também pode ser motivado por redes sociais desenvolvidas para uso mobile, como Snapchat e Instagram.

Mobile first e melhorias na experiência do usuário vão continuar a crescer, criando sites adaptáveis e soluções que sejam capazes de satisfazer usuários e e-commerces tanto no ambiente mobile quanto na web. Uma das partes mais interessantes de vender em plataformas é que, na maioria das vezes, você não precisará se preocupar em desenvolver sites web e mobile – as próprias plataformas tratam dessa adaptação.

Para não ficar afastado dos clientes enquanto eles usam o Facebook, uma tática promissora é o Social Selling saiba mais adiante.
 

Social Selling

 
Coincidindo com a alta taxa de adoção de smartphones, cada vez mais negócios estão anunciando e vendendo diretamente em plataformas sociais.

– Instagram – A nova ferramenta do Instagram, ainda sem data de lançamento prevista no Brasil, permite que o vendedor fotografe os produtos e marque-os com links da loja em posts patrocinados.

– Facebook – O Facebook recentemente lançou um marketplace para estimular as vendas locais.

– Twitter e Pinterest – Ambas já inseriram um botão de compra em que o consumidor não precisa ser redirecionado para o site do anunciante.

plug-ins-para-e-commerce-social-selling

Da esquerda para a direita: 1. Nova ferramenta do Instagram, 2. Venda pelo chat no Facebook Marketplace e 3. Botão comprar do Twitter.

 
Essas iniciativas não são lançadas à toa. Na verdade, elas são pautadas nas necessidades dos vendedores e hábitos de compra dos consumidores. De uma forma ou de outra, é bom estar sempre atento às redes sociais daqui para a frente.
 

Plug-ins e aplicativos indicados

 
As ferramentas de plug-ins de cada plataforma podem ter funcionalidades diferentes. Em algumas, as funções são mais limitadas, enquanto em outras plataformas mais completas, você poderá encontrar diversas formas de fazer social selling dos seus produtos. Aqui vão algumas dicas para encurtar esse caminho:

  • Iluria – No menu, em “Facebook”, a opção “Vitrine da Loja” permite integrar as fotos dos seus produtos diretamente com a sua fanpage do Facebook. Em “Promoções”, o proprietário da loja pode destacar na fanpage os produtos que tiveram desconto. Na opção “Loja”, também no menu esquerdo, em “Mídias Sociais”, você pode incluir o link da loja para as redes sociais, permitindo que o usuário compartilhe algum produto. No mesmo menu, você irá encontrar a opção “Instagram” e poderá habilitar a exibição de fotos postadas na rede social diretamente na home ou em partes específicas do seu site.
  • Shopify – O app Outfy permite que o usuário coloque botões de share nos produtos e em partes da loja, assim como a opção do Iluria. Existe uma infinidade de outros apps que têm por finalidade melhorar a experiência e integração da sua marca com as redes sociais, mas o destaque especial é dado à integração Facebook Store, que promete a venda de produtos com chat e checkout sem deixar a página do Facebook.
  • Loja Integrada – A integração Facebook Anúncios dinâmicos serve para subir o código .XML dos seus produtos diretamente para o Facebook para facilitar a criação de anúncios personalizados. O Pixel do Facebook serve para rastrear as conversões e ações que usuário tomou no seu site após ser exposto e atraído por uma campanha de Facebook Ads, enquanto o Facebook Comentários permite integrar comentários do Facebook às suas páginas de produto.
  • Nuvem Shop – A Nuvem Shop tem a opção de integrar os itens da sua loja ao Facebook. Para isso, é necessário que você tenha uma fanpage e autorize o acesso da Nuvem Shop no Facebook. A opção fica em “Marketing > Loja no Facebook” no menu lateral e a configuração é simples.

 

 5. Atendimento ao cliente

 
Plugins para e-commerce: atendimento ao cliente

De acordo com uma pesquisa da Econsultancy, realizada nos EUA, 80% dos usuários que já abandonaram carrinhos o fizeram por acharem que a loja “não conversou com eles”. Os números dessa pesquisa revelam uma tendência do comércio eletrônico para seguir: o consumidor já não quer mais comprar um produto. Ele quer sonhos de consumo em bens de primeira necessidade, centradas especialmente nas experiências memoráveis.

Outra pesquisa, da Bold.mk, entrevistou cerca de 1.000 consumidores. Desses, 61% disseram que o fato de a empresa disponibilizar chats ao vivo aumenta as chances de compra e 17% das pessoas que nunca utilizaram o chat afirmaram que apenas o fato de tê-lo disponível transforma a compra em uma experiência mais segura.
 

Plug-ins e aplicativos indicados

 
O Zopim Chat, do Zendesk, tem um plano gratuito para um atendimento por vez, acesso ao histórico de 14 dias e classificação do atendimento. Por U$ 11,20, outras funcionalidades passam a ser incluídas no plano, como a permissão de atendimentos simultâneos. Tawk.to é outra ferramenta bem interessante e gratuita de chat online no e-commerce, principalmente por possuir apps que o permitem responder os clientes via mobile e monitorar as atividades dos visitantes da sua loja em tempo real.
 

  • Nuvem Shop – O app padrão de chat para Nuvem Shop é o Mox Chat. A ferramenta é gratuita e permite atendimento simultâneo de diferentes clientes. Ao final do bate-papo, o usuário pode avaliar o atendimento, o que também ajuda na geração de relatórios para e-commerce.
  • Shopify – O Shopify tem muitos aplicativos de chat gratuitos e pagos. Zopim, do Zendesk e Tawk.to são boas opções de apps para e-commerce, mas o destaque maior vai para o Shopify Messenger, que é gratuito, integrado às Private Messages do Facebook e permite fazer vendas diretamente pelo chat, tanto para usuários que entram em contato pelo site quanto pelo Facebook.
  • Iluria – O Iluria não possui uma função nativa da plataforma para chat, mas indica o uso de plataformas como o Zopim e o Tawk.to, permitindo que você insira o código embed para integrá-los ao seu site.
  • Loja Integrada – Olark, Tawk.to e Zopim estão disponíveis na Loja Integrada. Basta escolher um dos provedores de chat e colar o código do widget ou script para instalar na sua página e começar a atender os seus clientes no site.

 
 
 
E você? Que plug-ins e ferramentas utiliza no seu e-commerce para poupar tempo e dinheiro? Conte para nós nos comentários!

5 comentários em “5 plug-ins e aplicativos gratuitos para instalar agora na sua loja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    1. Oi, Wendel!

      Pois é, bem lembrado. Podíamos ter incluído apps do Woocommerce também. Pesquisamos por aqui e conseguimos encontrar muitos dos apps que indicamos nas outras plataformas (WordPress é bom por isso). Veja alguns deles:

      Atendimento
      No Woocommerce, você terá integração com o
      Zendesk: https://www.zendesk.com/apps/woocommerce/
      Tawk.to: https://br.wordpress.org/plugins/tawkto-live-chat/

      Notificações Push
      Você vai ter mais de 500 opções de plugins, mas nós recomendamos o PushCrew. É fácil de instalar e usar.

      Recomendações personalizadas
      Limespot é o que tem melhor avaliação para Woocommerce: https://br.wordpress.org/plugins/limespot-personalization-recommendation-for-woocommerce/

      Automação de e-mails
      Mailchimp: https://br.wordpress.org/plugins/mailchimp-for-woocommerce/

      Continue acompanhando nosso conteúdo. Ficamos felizes em poder ajudar.

      Um abraço!

    1. Que bom que gostou, Marina. Espero que você use essas ferramentas no seu site. E lembre-se de voltar aqui para compartilhar os resultados com a gente.

      Boas vendas e um abraço!