E-commerce

Pix no e-commerce: o que é e como começar a usar

Mandaê

Postado por Mandaê

Atualizado em maio 13, 2021 por Mandaê

Pix é o novo método de pagamento instantâneo que surgiu para ser uma nova opção ao lado de TED, DOC e pagamento via boleto. De acordo com o Banco Central, pagamentos instantâneos são “transferências monetárias eletrônicas nas quais a transmissão da ordem de pagamento e a disponibilidade de fundos para o usuário recebedor ocorrem em tempo real”.

Confira neste artigo todas as informações sobre o Pix no e-commerce, o que é, como começar a usar e porque você deve oferecer esse novo meio de pagamento aos seus clientes.

Como o Pix fuciona?

O PIX funciona 24 horas, 7 dias por semana, incluindo domingos e feriados, para transações realizadas entre qualquer instituição financeira, seja um banco ou uma fintech. As transferências para pessoas físicas ocorrem sem cobranças de taxas ou custos pela transação. Para pessoas jurídicas, os bancos podem cobrar uma taxa, com a promessa de ser mais barata do que as taxas cobradas em boletos e transferências TED ou DOC. 

Existem três formas de realizar um Pix:

✔ Por meio da Chave Pix;

✔ Pela leitura de um QR Code;

✔ Ou pela inserção dos dados (como ocorre hoje com o TED).

É possível registrar como Chave Pix o número de celular, o CPF ou CNPJ, o e-mail ou até mesmo uma “chave aleatória” (sequência alfanumérica) caso o usuário não queira fornecer seus dados a quem fará o pagamento.

O Pix tem como objetivo incentivar a competitividade no mercado de pagamentos, aumentando a eficiência e acelerando o processo de digitalização do e-commerce.

Por que começar a usar o Pix no e-commerce?

É recomendado  que os e-commerces disponibilizem o pagamento via Pix, pois além de toda praticidade ao consumidor, o pagamento é identificado imediatamente pelo estabelecimento. Essa velocidade na transação significa venda garantida para a loja virtual, que poderá gerenciar melhor seu estoque e não precisará aguardar a compensação de um boleto bancário ou aguardar a aprovação da compra do cartão de crédito.

Hoje o índice de desistência de pagamento por boleto bancário no e-commerce pode chegar até 40%. O boleto bancário ainda é uma das formas de pagamento mais utilizadas no Brasil e, por isso, o e-commerce deve buscar alternativas para diversificar os meios de pagamento para o usuário.

Outro benefício do uso do Pix no e-commerce é a redução no tempo de entrega da encomenda – como o pagamento é identificado na hora, a loja virtual pode liberar a encomenda no mesmo instante, diminuindo o lead time de entrega.  

É importante ressaltar que 45 milhões de brasileiros não possuem conta bancária, o que significa que um terço da população brasileira não tem acesso a cartões de crédito. Esse novo método de pagamento pode auxiliar para que essa parcela da população  efetue compras na Internet e, com isso, gerar mais tráfego para o seu site.

Como começar a usar o Pix no e-commerce?

Para realizar um pagamento via Pix pelo smartphone ou desktop, você pode:

  • Ler o código exibido no checkout da loja virtual com a câmera do seu smartphone, abrir seu aplicativo do banco, selecionar a opção “Pix Copia e Cola” e finalizar transação.
  • No desktop, ao visualizar o código no checkout, o usuário deverá abrir o aplicativo do banco no smartphone, escanear o código exibido na tela do computador e finalizar a transação.

Em quais plataformas de e-commerce é possível configurar o pagamento via Pix?

Algumas plataformas de e-commerce que possuem integração com a Mandaê já estão aceitando o pagamento via Pix. Confira quais:

Existem 3 opções para configurar o Pix nas plataformas de e-commerce:

✔ Através de plugins específicos para o Pix; 

✔ Por meio de um intermediário financeiro, no caso um gateway de pagamento;

✔ Configurando manualmente o Pix dentro da plataforma.

Cada plataforma oferece uma alternativa diferente para configurar o pix no e-commerce. Se você possui uma loja virtual dentro dessas plataformas, acesse o site ou entre em contato com um especialista para entender como deixar disponível o Pix em seu checkout.

O Pix é seguro?

Segundo o Banco Central, o Pix é altamente seguro, pois todas as transações são realizadas por meio de mensagens assinadas digitalmente e criptografadas em uma rede protegida e apartada da Internet.

Além disso, as informações dos usuários também são criptografadas e protegidas contra vazamento de dados pessoais.

O Pix apresenta exigências robustas em autenticação, utilizando senha, biometria e reconhecimento facial, que são instrumentos que deixam o sistema de pagamento ainda mais confiável.

Conclusão

O Pix veio para reinventar o modo como as operações de pagamentos são feitas. Para o consumidor é o jeito simples e rápido de comprar o seu produto, sem juros no cartão e com uma entrega mais rápida, pois não precisa passar pela aprovação do banco. 

Agora que você sabe como o PIX funciona, comece a utilizá-lo em sua loja virtual. Incentive o seu cliente a experimentar o pagamento instantâneo como alternativa ao boleto bancário. Ofereça descontos ou benefícios exclusivos ao usar o PIX. Considere colocar na sua loja virtual informações sobre o PIX para gerar ainda mais interesse nos usuários.

E já que estamos falando em gerar mais vendas e conquistar mais clientes, que tal conhecer a Mandaê? Somos uma plataforma logística que, por meio da tecnologia, conectamos as lojas virtuais com as melhores transportadoras do país, oferecendo custos de frete menores e prazos de entrega reduzidos. 

Entre em contato e converse conosco para saber como alavancar o seu negócio!

Leia também: Estratégias poderosas para aumentar as conversões na página de checkout