E-commerce

Crie listas de e-mail para arrasar nas vendas da sua loja virtual

Mandaê

Postado por Mandaê

Atualizado em abril 18, 2021 por Mandaê

shutterstock_374852080

Não importa se a sua estratégia de e-mails é desenvolvida ou se é um caos. Não importa nem se você tem uma estratégia de e-mails. Os resultados também não importam se você não tiver um ingrediente indispensável: o mailing list.

Em um post anterior, já falamos sobre tipos de e-mail marketing, quando enviar e até fizemos um comparativo das melhores ferramentas de e-mail. Agora, vamos centrar nossas atenções nas estratégias para captar os contatos dos clientes da sua loja virtual e montar uma lista de e-mails arrasadora.

Mailing list é essencial para a sua loja online

Reconhecemos que é difícil direcionar um novo visitante diretamente à compra. Solicitar o seu e-mail e recebê-lo é um passo ousado na jornada do cliente. Geralmente, fazer parte do seu mailing list é um estágio intermediário do processo de compra que, se fôssemos traduzir em poucas palavras, se pareceria com: “Estou interessado em você, mas ainda não estou pronto para comprar”.

O site WPBegginer lista os benefícios de trocar e-mails com os clientes de maneira bem simplificada. Veja abaixo:

  • Conexão mais próxima com o comprador – E-mails são endereçados diretamente ao seu consumidor, ao contrário de outras formas de conteúdo, como blogs ou vídeos. Essa intimidade é capaz de construir uma relação mais próxima entre o consumidor e a sua marca.
  • Qualificação do público – Você pode customizar a mensagem dos e-mails diretamente ao seu destinatário. Assim, você consegue enviar ofertas, descontos e produtos que sejam mais relevantes a determinado segmento do seu público, com base no histórico de interações com a sua loja.
  • Maior taxa de interação – E-mails são pessoais e vão direto para a caixa de entrada do seu futuro cliente. As chances de um e-mail atrair a atenção do público são consideravelmente mais altas em relação aos demais canais.
  • Regularidade – Um potencial cliente pode visitar o seu blog e nunca mais voltar. O uso de e-mails periódicos pode manter a sua marca na cabeça do consumidor.

Existe também um benefício psicológico nisso tudo. No livro O Animal Social, Elliot Aronson descreve o fenômeno em que pequenas atitudes, como dar o endereço de e-mail, criam laços mais fortes e positivos.

De acordo com o autor, o consumidor precisa validar o seu comportamento ao receber uma recompensa. Assim, esses pequenos “favores” encorajam pensamentos que estimulam a troca, como “essa loja virtual realmente precisa valer a pena para eu dar o meu e-mail”.

Uma vez que você tem um mailing list, pode começar a veicular uma campanha de e-mail marketing. A parte mais importante de convencer alguém a dar o seu e-mail é oferecer uma boa razão para tal. Abaixo, conheça os incentivos mais adequados para montar sua lista de e-mails.

Incentivos para gerar mais cadastros no mailing list

Já ouviu dizer que ninguém dá ponto sem nó? Conhece o conceito-chave da economia: “Não há almoço grátis”? Esses dois jargões só reforçam o que já sabemos: se você quer montar um mailing, ofereça algo em troca para o seu cliente. Everett Sizemore, Diretor de Marketing da Inflow, lista alguns dos incentivos mais atrativos para solicitar o e-mail dos usuários. Entre eles:

Oferecer um brinde: talvez esse seja um dos truques mais antigos – psicologicamente, tem a ver com o reforço positivo. Você também pode oferecer uma amostra grátis ou isentar o frete na primeira compra. Para o comprador, essa recompensa tem um valor percebido maior do que apenas dar o seu endereço de e-mail. Esse tipo de prática enriquece a sua marca e a lealdade do cliente ainda no início do seu ciclo de vida.

Mailing list: como montar e enriquecer sua base de clientes

Na foto: Loja Wolf & Badger

Obviamente, as amostras grátis e os brindes são gratuitos para o cliente, mas não para a sua loja virtual. Para diminuir o impacto no orçamento da sua loja virtual, você pode atrelar a primeira compra a um valor mínimo ou oferecer um cupom de desconto atrativo o suficiente para que o cliente dê seu e-mail.

Recursos exclusivos: se não quer abrir mão de um produto, você sempre pode oferecer recursos: e-books, white papers, relatórios, kits de ferramentas ou vídeos tutoriais. Isso evita que a loja tenha despesas com frete e dá ao visitante uma gratificação instantânea e consumo imediato.

Guias e tudo o que informe ou eduque o consumidor são sempre úteis. Por exemplo, se você tem um e-commerce de produtos para bebês, por que não investir em um material completo sobre decoração de quartos infantis para download? Se você vende produtos em tricô, que tal passar o seu conhecimento à frente? O consumidor quer ser empoderado. Se você não o fizer, certamente outra marca sairá na frente.

Como montar mailing lists

Acima: Craftsy

Descontos: caso pareça muito arriscado esperar o retorno do investimento em brindes, mimos e materiais, os descontos são a segunda melhor opção. Um desconto é uma recompensa padrão pelo fornecimento de e-mail, especialmente para visitantes novos – o site detecta a ausência dos chamados cookies, identifica os novos visitantes e oferece descontos na primeira compra.

Programas de fidelidade também merecem atenção especial. Se a sua loja tem esse tipo de iniciativa, mencione esse benefício quando solicitar o seu e-mail e descreva as vantagens.

Mailing list é essencial para reter clientes

Acima: Greats

Novidades e notificações: para marcas que já provaram o seu valor e estão consolidadas, a recompensa de se manter informado já é suficiente para pedir e conseguir o endereço de e-mail do cliente. Esse tipo de interação é geralmente feito pelas newsletters, em que a marca mantém o consumidor informado a respeito das novidades da loja, novas coleções, promoções e campanhas.

Outra estratégia similar é a notificação de produtos que estavam fora de estoque e foram repostos. Se um visitante estiver visualizando a página de produto, há grandes chances de estar interessado no item. Nos casos em que o produto está fora de estoque, inclua um botão abaixo da informação de estoque: “Avise-me quando chegar” – além de assinar a sua newsletter, ele saberá quando o produto voltar à loja.

Mailing lists qualificadas podem ajudar o seu e-commerce a crescer

Acima: Sign up Frank Body

Concursos culturais: você também pode realizar concursos culturais para criar uma lista de e-mails para o seu e-commerce. Essa é mais uma tática comum em que o custo da participação é o fornecimento do e-mail. Também é comum que as redes sociais participem na divulgação e execução desses concursos. Nesses casos, a participação nos concursos requer que o consumidor siga a marca ou use uma hashtag específica para participar do concurso.

Acesso a ferramentas exclusivas: Alguns sites pedem o e-mail para acesso a todas as ferramentas. Isso funciona para listas de desejos e recomendações personalizadas, em que o valor do sign up (cadastro no site) é a exclusividade. Ainda que não seja tão frequente, muitas vezes os acessos às avaliações dos produtos também dependem de um registro de e-mail.

Mailing list: como criar uma lista de e-mails para sua loja virtual
Acima: Polyvore

Você também pode fazer como a loja acima, Polyvore, e criar uma ferramenta em que o usuário faz uma colagem das suas roupas preferidas. A vantagem para a sua loja é que esses looks só podem ser compartilhados nas redes sociais ou publicados se o usuário fornecer um e-mail ou fizer login na sua loja virtual.

Melhores chamadas para criar lista de e-mails

Independentemente de que tipo de incentivo você utilizar, terá sempre que dar muita atenção ao seu call to action – a frase de efeito seguida por um botão de ação, como “compre já”, “saiba mais” ou “ver detalhes”. Embora existam muitas maneiras de criar um call to action, algumas estratégias têm destaque nesse sentido.

Ryan Deiss, CEO do DigitalMarketer Blog, cita os seus requisitos fundamentais para criar um call to action. Adaptamos alguns deles para o e-commerce. Veja abaixo:

  • Seja específico – O consumidor gosta de saber no que está se envolvendo. Deixe claro o benefício de ele fornecer seu endereço de e-mail. Se você escolheu um incentivo como um desconto, por exemplo, esclareça essa vantagem. Se vai oferecer um brinde na primeira compra, especifique.
  • Concentre-se em um incentivo por vez – É importante oferecer apenas um incentivo (entre os listados acima) por call to action. É melhor promover uma grande recompensa do que várias recompensas sem valor para o cliente, concorda? Não adianta oferecer um brinde, frete grátis e desconto na mesma solicitação de e-mail e gastar todas as suas fichas para adquirir poucos clientes.
  • Aumente a percepção de valor – Um efeito colateral de dar produtos ou recursos é reduzir a percepção de valor desses itens, que naturalmente parecerão mais baratos aos olhos do consumidor. Uma maneira simples de contornar esse efeito indesejado é adicionar valor ao produto que irá oferecer, como incluir o seu preço original na oferta ou adicionar valor emocional ao objeto. Testemunhais e avaliações de clientes que já consumiram o produto costumam ajudar.
  • Responda rápido – Lembre-se de que conseguir os contatos para o seu mailing list não é o seu objetivo final. É importante se esforçar para que os clientes voltem o mais rápido possível. Em outras palavras, se você fizer um concurso cultural, anuncie os vencedores em um prazo curto e crie uma agenda de eventos e vendas para manter a sua newsletter sempre interessante.

 

Que canais funcionam melhor para criar mailing list?

Agora que já examinamos as melhores táticas para aumentar a base de e-mails da sua loja virtual, vamos falar sobre a adequação dessas iniciativas à sua estratégia de marketing.

Blog – Blogs para e-commerce são ferramentas de conversão poderosíssimas para atrair novos clientes pela busca orgânica e gerar tráfego para o site. Por serem uma estratégia menos agressiva – já que é o potencial cliente que procura e se interessa pelas informações –, constituem um importante ambiente virtual para captação de e-mails.
Duas dicas para atrair mais leads, anote aí:

  • Crie páginas de cadastro mobile friendly – Não negligencie os seus potenciais compradores que vêm do mobile. Ferramentas como o Google Analytics podem informar a porcentagem de usuários que acessam o seu site por dispositivos móveis. Use essas informações a seu favor.
  • Inclua múltiplos calls to action – Dê aos leitores do seu blog mais de uma oportunidade de fornecer o e-mail. Geralmente, os botões para captar e-mails estão no fim das postagens, na barra lateral e em opt-ins ao entrar ou sair do site.

Mídias sociais – Outra maneira de alcançar novas audiências, as mídias sociais são ideais para popularizar sua loja virtual entre os que ainda não a conhecem e esclarecer os benefícios de fazer sign up na sua lista de e-mails. O principal objetivo da criação do seu mailing list é incentivar os novos usuários a fornecerem seus endereços de e-mail.

No nosso post sobre Facebook Ads ensinamos a colocar os botões de calls to action “Compre já” nos seus anúncios do Facebook. Também há a opção de veicular anúncios exclusivos para captar e-mails dos clientes, chamados de Lead Ads. Em relação ao orgânico (tráfego não pago), se os seus seguidores acharem que a promoção é atrativa, compartilham com suas redes de contatos e apresentam a sua marca. Se a oferta for boa, conseguirá mais contatos de clientes para o seu mailing list.

Montar mailing list com anúncios em redes sociais

No exemplo acima: Trivago com botões de curtir e sign up em um post patrocinado do Facebook

Testes – Outra maneira de captar e-mails para seu mailing list é por meio de pesquisas e testes focados no consumidor. Quanto mais apropriado para o público for o conteúdo do seu teste ou da pesquisa, maiores as chances de o potencial cliente oferecer seu e-mail em troca para receber o resultado. No e-commerce, essa estratégia funciona bem quando combinada aos catálogos de produtos.

Por exemplo, uma loja online pode oferecer um teste sobre o tipo de óculos escuros ideal para determinado tipo de rosto, estilo e hábito de uso, indicando produtos da própria loja no resultado. Depois de fazer o teste, o usuário solicita o envio do resultado por e-mail. Além de saber informações relevantes sobre o seu cliente, a sua loja virtual enriquece o mailing list e pode desenvolver campanhas personalizadas para os respondentes dos testes, incluindo os modelos de óculos apresentados nos resultados.

 

Para você, o que é necessário para fornecer o seu endereço de e-mail? Você já conheceu alguma estratégia de criação de lista de e-mails surpreendente? Conte para nós!