Marketing

Como criar uma descrição de produto imbatível para vender mais

Mandaê

Postado por Mandaê

Atualizado em maio 10, 2021 por Mandaê

Criar uma descrição de produto atraente tem fator decisivo para convencer o visitante de uma loja virtual a efetuar uma compra. Afinal, basta pensar na seguinte situação: se você entrar em uma loja física e tiver dúvidas sobre um determinado produto, poderá esclarecê-las com um vendedor, que estará a postos para ajudá-lo a fazer a melhor escolha. Já em uma loja online a descrição do seu produto é que terá esse papel, por isso precisa estar o mais completa possível.

Justamente por saber o quanto essa atividade é importante, muitos profissionais têm dúvidas na hora de criar os textos para as páginas da loja virtual. Afinal, o que é preciso dizer? O texto deve ser curto ou longo? E qual formato é melhor?

Não é de se admirar que isso cause preocupação. Encontrar um modelo capaz de fornecer detalhes importantes, sem tornar o conteúdo denso e pouco atrativo, é fundamental para se diferenciar da concorrência e fazer com que o visitante clique em “Adicionar ao carrinho”.
Felizmente você não precisa realizar essa tarefa no escuro. Fizemos uma seleção de dicas completas que abarcam desde exemplos de descrições envolventes até técnicas de SEO. Saiba tudo a seguir.

Como criar uma descrição de produto atraente

Já falamos diversas vezes aqui sobre a importância de analisar os dados da sua loja virtual antes de tomar qualquer decisão. Isso não é diferente na hora de criar as descrições dos seus produtos – sim, textos e números são capazes de caminhar juntos, aliás, é justamente essa combinação que oferece um diferencial competitivo a qualquer negócio.

O primeiro passo para conseguir isso é se voltar às suas personas ou público-alvo. Quais são seus anseios, características e necessidades? Em seguida, de posse dessas informações, é hora de pensar no conteúdo.

No jornalismo existe uma técnica chamada lead, que basicamente é a forma como iniciamos um texto, de forma a apresentar as principais informações logo no primeiro parágrafo. Apesar de existir mais de uma dezena de técnicas de leads, a mais tradicional responde as seguintes perguntas: Quem? Fez o quê? Como? Quando? Onde? Por quê?

Você pode usar essa técnica para estruturar suas ideias e elaborar uma descrição de produto atraente.

Passo a passo para criar uma descrição de produtos incrível e aumentar as vendas

1. Para quem é o produto

O público-alvo pode ser mulheres ou homens, ter uma faixa etária definida (adolescentes, adultos ou aposentados), ter um estilo de vida (mães de primeira viagem ou pessoas que querem ter uma vida mais saudável) ou, ainda, algum outro grupo definido de pessoas.

Um bom exemplo de e-commerce focado em um nicho é a 33 e 34, voltado para mulheres que calçam sapatos pequenos.  Note como a descrição do produto detalha de maneiras diferentes os centímetros de cada numeração, deixando a visitante saber de forma clara qual tamanho (o 33 ou 34) é melhor para o seu pé.

2. Quais são os detalhes básicos do produto

Isso inclui atributos como materiais, recursos e funções do produto. No caso de um Kindle, por exemplo, qual é o modelo? A tela é sensível ao toque? Qual é a resolução? Tem Wi-Fi ou funcionalidades exclusivas? Apesar de básicos, são detalhes importantes para esclarecer as dúvidas dos visitantes de uma loja virtual e a Amazon sabe disso. Por essa razão, detalha essas informações com primazia.

3. Quando usar o produto

Ele é destinado para ser usado durante uma determinada hora do dia, sazonalmente ou em um tipo específico de ocasião? Também é importante apontar se o produto pode ser usado todos os dias ou durante todo o ano e como isso agrega valor a longo prazo.

Veja como a descrição da Corello exalta que a sapatilha é ideal para agregar elegância ao dia a dia.

Onde alguém usaria esse produto

É destinado para qual uso? No caso de descrições de roupas para a prática de esportes, por exemplo, aquela peça é ideal para correr em dias de sol, possui tecnologia corta-vento, é impermeável ou tem proteção térmica?

Veja como a descrição dessa jaqueta da Netshoes ressalta o conforto e a proteção para corridas noturnas e em dias frios, com seu tecido impermeável:

4. Por que o produto é útil ou melhor do que o dos seus concorrentes

Informe aos visitantes da sua loja o que diferencia o seu produto da concorrência.

A Nu3 Sports conseguiu isso ressaltando a proposta inovadora do seu chocolate, que adiciona proteína nos lanches sem deixar o sabor de lado. A descrição do produto ainda informa que a barra não contém glúten e corantes artificiais, além de dar recomendações de consumo, dicas da nutricionista e destacar com bullet points por que escolher o produto.

5. Como o produto funciona

Isso pode não ser necessário para alguns produtos, mas se você está vendendo algo que exija explicação de funcionamento, como eletrônicos ou brinquedos, é importante incluir essa informação na descrição do item.

A loja virtual O Sapo e a Princesa faz isso de forma extremamente eficaz. Para mostrar como um brinquedo educativo no formato de baleia funciona, o texto explica que o item é dividido em partes para que as crianças possam encaixá-las e acompanha duas tintas guache e pincel para que os pequenos aprendam a criar tons e pintem da maneira que desejarem. “Primeiro a criança pinta as peças e depois tem um brinquedo de encaixe feito por ela”, ressalta a descrição do produto.

Como você pode ver, alguns exemplos acima misturaram vários elementos para compor a descrição do item, deixando claro para quem é o produto, como funciona, quando e onde usar, além de porque ele é melhor do que o da concorrência.

Para isso, uns se limitaram a um texto de três a cinco linhas, já outros utilizaram bullet points, recursos visuais, box ou abas com as características detalhadas do produto.

Não há fórmula mágica para definir o melhor formato de texto para a sua loja virtual. A escolha depende de uma série de fatores, como layout, a especificidade dos produtos que você vende e até mesmo a experiência do usuário, no entanto, aqui vai uma recomendação: além de envolvente, a sua página deve primar por elementos de SEO, como você verá a seguir.

Como aparecer no Google com sua descrição de produto

SEO é a sigla para search engine optimization, um conjunto de técnicas focadas em aumentar a relevância de um site no Google, Bing e Yahoo!, considerados os principais motores de busca.

Já mostramos de forma detalhada as principais técnicas de SEO para e-commerce, mas o que você mais deve levar em consideração na hora de desenvolver a descrição dos produtos da sua loja é oferecer um conteúdo exclusivo para melhorar o rankeamento do seu e-commerce nos resultados de pesquisa.

A Amazon é um grande exemplo de como produzir um conteúdo completo, que esclarece as principais dúvidas do visitante do site, exalta os pontos fortes do produto e ainda utiliza SEO com primazia.

Vamos voltar ao exemplo do Kindle, citado lá em cima, vendido pela Amazon. Repare que com apenas um título “Kindle Paperwhite Wi-Fi, iluminação embutida, tela de 6″ sensível ao toque de alta definição” conseguiriam unir diversas palavras-chaves, como Kindle, Kindle Paperwhite, Kindle iluminação embutida e Kindle Wi-Fi.

A página também inclui detalhes técnicos, um comparativo de E-readers Kindle – técnica de estratégias de preços com base na psicologia –, tópicos que explicam em detalhes os diferenciais do produto e ainda ressalta aos indecisos que a experiência de utilizar esse aparelho eletrônico é ainda melhor do que a de um livro.

Claro, a Amazon deve ter um escritório ou uma equipe inteiramente dedicada ao desenvolvimento das suas páginas de produtos. E se você tem uma pequena ou média empresa, provavelmente não tem tempo nem recursos para investir dessa maneira nos textos da sua loja para transformar cada página de produto em uma página semelhante a essa do Kindle.

Em vez disso, lembre-se apenas de não puxar informações sobre o produto a partir de um banco de dados – o que pode causar problemas de duplicidade de conteúdo – e concentre-se em três pontos específicos:

  • Fortaleça suas categorias de produtos: você não precisa produzir texto para centenas de itens diferentes, em vez disso, concentre seus esforços de SEO no fortalecimento da categoria principal dos produtos. Insira links internos, acrescente textos com base na sua análise de palavras-chave e adicione produtos relevantes.
  • Acrescente conteúdo nas páginas mais populares: utilize o Google Analytics, o Google Search Console ou alguma ferramenta de SEO para identificar suas páginas mais populares e, em seguida, atualize essas páginas com conteúdo.
  • Adicione conteúdo gerado pelo usuário: além de diferenciar suas páginas de produtos e evitar conteúdos duplicados, comentários positivos de clientes que já compraram aquele item podem aumentar as conversões de vendas.

Todo esse processo pode ser extremamente trabalhoso, mas com certeza vai surtir mais resultados para chamar a atenção do seu público-alvo e converter mais visitantes em clientes.